quarta-feira, 29 de maio de 2013

Garota Enxaqueca

Oi minhas bonecas, vocês estão bem?  
pra quem está chegando agora no blogger tem eu como a autora, e a postadora nova que é a Daiana, eu ela somos da mesma escola, da mesma sala u-u 
esses tempos estamos muito cheia de trabalhos, pesquisas e outras coisas, e por isso estamos demorando de postar coisas pra vocês, mas nós prometemos que vamos colocar em dia as coisas (mesmo ela não falando nada, eu falo por ela rçrç)
Então garotas hoje eu vim fazer um post sobre enxaqueca, muitas garotas tem de vez em quando, já outras tem diariamente e isso deixa a gente pra baixo né? ficamos irritadas com pessoas que não tem nada a ver com isso, e por isso a nossa reputação vai por água a baixo, eu vou dá algumas dicas pra você conseguir amenizar essa dor.Será que eu tenho?
Vai parecer exagero, mas existe 200 tipos de dor de cabeça, e a enxaqueca é apenas um deles:uma dorzinha latejante e concentrada num ponto específico. Enjoo e vômito também são comuns e tudo piora com barulho, claridades e cheiros fortes. A enxaqueca é genética e nós somos mais afetadas do que os garotos (#injustiça)
Ah. é bem normal ela aparecer na adolescência. Mudanças hormonais, sabe como é...
Ela tem cura?
Não, porém é controlável. Analgésicos receitados pelos médicos amenizam a dorzinha que dá de vez em quando (mas abusar deles deixa o corpo dependente, o que pode aumentar a frequência das dores). Quando elas vêem sempre, há tratamentos preventivos, que diminuem a sensibilidade do cérebro aos fatores que causam enxaqueca.
Monitore sua Dor
Faça um diário com o que você come, que horas dorme, que horas acorda, quanto tempo fica enfrente ao computador, da televisão e dos cadernos. Anote também as dores de cabeça, depois de dois meses, tente detectar hábitos comuns nos dias em que o problema apareceu. Assim dá para descobrir o que desencadeia sua enxaqueca. Pode ser a ingestão de certos alimentos, como chocolate e frituras, ou situações específicas, tipo estresse e noites maldormidas.
Prevenir é o Melhor remédio
Para começar, o diário aí de cima vai dizer com que alimentos você deve pegar leve. Se seu problema é o nervosismo com as provas, arranje o tempo para relaxar. Que tal um passeio no shopping? Atividades fisícas também são bem importantes, ja que estimulam o corpo a liberar endorfina, um analgésico natural. Caso a dor persista, procure um neurologista.
Postar um comentário